Total de visualizações de página

domingo, 29 de abril de 2012

SANTA SARA KALI - A GRANDE PROTETORA DO POVO CIGANO



" ... SARAH, SARAH, SARAH! NÃO SENTIREI DORES NEM TEMORES; COMO AS CARAVANAS PASSAM, NO MEU INTERIOR TUDO PASSARÁ. A UNIÃO COMIGO FICARÁ, TEUS ENSINAMENTOS DEIXARÁS, E SENTIREI O PERFUME DAS CARAVANAS QUE PASSAM, DEIXANDO RASTROS DE ALEGRIA E FELICIDADE."

TRECHO DE ORAÇÃO CIGANA.



Narra a lenda  que  Jose de Arimatéia, Maria Madalena,  Maria Jacobé e Maria Salomé junto com uma escrava cigana foram atiradas ao mar sem alimentos e sem remos.A cigana, vendo as três Marias rezando e chorando, retira seu lenço (diklô) da cabeça e promete a Kristesko(Jesus Cristo) ser sua escrava pelo resto de sua vida e jamais descobriria sua cabeça em sinal de respeito, caso todos fossem salvos.Como por milagre o barco atravessa o mar e chega a cidade de Petit-Rhône, hoje conhecida como Saintes-Maries-de-la-mer.

Está cigana se chamava Sara e consta que cumpriu sua promessa até o final de seus dias.A história acima é uma das muitas lendas relacionadas a Santa Sara Kali, mais conhecida como a Santa dos Ciganos.Venerada por este povo que a considera sua grande protetora, sua festa é comemorada todos os anos entre 24 e 25 de maio.
 


Os ciganos não tem uma religião especifica, tem por hábito adotar  a fé do local onde estão, por este motivo vamos encontrar ciganos católicos, evangélicos, muçulmanos, hindus entre outras.

Isto torna a sua fé por Santa Sara o grande elo de ligação de todo este povo, sua devoção e carinho emocionam e a transformam num simbolo de unidade destes que sempre foram tão perseguidos por todos os locais que passaram.








Em todos os acampamentos ciganos vamos encontrar um altar a ela consagrado, com sua imagem, velas, flores, frutas, alimentos e insensos.

Sua festa envolve todos os ciganos num clima de fé, alegria, música , dança, numa demonstração de toda força e magia que envolve este povo.

  









O famoso lenço usado pelas ciganas é uma herança ligada a lenda de Santa Sarah.

É a ela que recorrem para ter filhos fortes e sádios.Afinal, nada assusta mais as mulheres no mundo cigano que a possibilidade de não terem filhos, foi criado inclusive um termo bem especifico, DY CHUCÔ (ventre seco). 







Dentro deste ambiente mistico, mágico e de fé que cerca a relação dos ciganos com sua Santa de devoção, encontraremos referências no Baralho cigano, grande depositário desta maravilhosa cultura.
Como nos mostra a carta 3, O NAVIO.





A vida é uma grande viagem, não por acaso Santa Sara está ligada ao mar e o fato de nos deslocarmos para atingirmos nossos objetivos, colocando a fé acima de qualquer outro valor.

Aprender a conviver com mudanças, viver novas realidades, o navio sempre nos leva com segurança pelas turbulências até portos seguros, muitas vezes inesperados mas que poderemos dar continuidade a nossos projetos, vivenciar o novo em nossas vidas e aprender muito com isto.






              "Feri ando payi sitsholpe te nauyas." (É na água que se aprende a nadar)
























Nenhum comentário:

Postar um comentário